Mosteiro de Seiça

4

Mosteiro de Santa Maria de Seiça

“Embora se desconheça a data exacta da fundação do cenóbio de Seiça, a mais antiga referência documental que se conhece sobre este mosteiro, situado junto ao rio Mondego, data de 1162, no qual o abade Martinho se encontra presente na outorga da carta de isenção dos direitos episcopais dada aos Crúzios, pelo Bispo D. Miguel Salomão. Alguns anos depois, em 1175, D. Afonso Henriques emite carta de doação do couto de Barra a D. Pelágio Egas (ou Paio Egas), abade de Santa Maria de Seiça…”

“…Em 1895 a Junta de Paróquia vendeu o Mosteiro de Seiça a particulares e em 1911 o Mosteiro foi vendido novamente. Os novos proprietários transformaram a Igreja do cenóbio em unidade industrial de descasque de arroz, a qual terá terminado a sua laboração por volta de 1976. Em 2002 o Mosteiro de Santa Maria de Seiça foi classificado como Imóvel de Interesse Público e em 2004 celebrou-se a escritura de compra do Mosteiro de Seiça por parte da Câmara Municipal da Figueira da Foz.”

É realmente uma pena o estado em que se encontra neste momento. Ao entrarmos e ao percorermos o pouco que resta deste mosteiro, notam-se os restos de construções distintas no tempo e nos habitantes.

Cá ficam algumas fotos…

Partilhar.

Acerca do Autor

Fascinam-me estes locais que têm tanta história para nos contar!

4 Comentários

  1. 1162?! :o Inacreditável! Adoro a primeira e terceiras fotografias, fiquei com imensa vontade de passar por essa zona e dar uma espreitadela ao mosteiro. Venham mais posts, a avaliar por este o blog promete! ;)

  2. Olá, acabo de descobrir esta vossa página maravilhosa.
    Desde já os meus parabéns pela iniciativa e pelo trabalho já aqui partilhado.
    Tal como vocês também sou um apaixonado por este tipo de locais, ou não fosse eu arqueólogo e geocacher.
    Quanto a este Convento/Mosteiro que se localiza bem próximo da minha residência tenho muita informação, livros, teses de doutoramento e outros trabalhos académicos, plantas, fotos, etc etc posso fornecer tudo o que precisarem para enriquecer esta entrada.

    Estou totalmente ao dispor para colaborar convosco no enriquecimento deste projecto com mais locais Devolutos que aguardam a nossa visita.

    Abraço
    Tiago Lino

Deixa Uma Resposta